Legenda da imagem

Ação Social - URGENTE!!!

­­

­

Imagem Ilustrativa

Comprei algumas cadeiras novas para a igreja, mas não foram suficientes. Sabendo que não tínhamos dinheiro para comprar mais cadeiras, uma senhora da igreja se dispôs a ofertar as que faltavam. 

Depois que as cadeiras chegaram, eu disse àquela irmã que iria agradecê-la, publicamente, no culto do domingo. 

A resposta dela foi: “Não! Não saiba a sua mão esquerda o que faz a sua direita”.

Então, lembrei-me que algum tempo atrás eu havia ensinado em um de nossos discipulados que, no sermão do monte, Jesus deixou claro sua reprovação às atitudes dos fariseus, especialmente porque eles gostavam de aparecer. Como não tinham facebook naquele tempo, eles faziam orações e caridades nas sinagogas e nas ruas com o fim de serem vistos pelas pessoas. 

1. "Tenham o cuidado de não praticar suas ‘obras de justiça’ diante dos outros para serem vistos por eles. Se fizerem isso, vocês não terão nenhuma recompensa do Pai celestial. 2. "Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa. 3. Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita, 4. de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará". (Mateus 6:1-4) 

Fiquei alegre três vezes. A primeira pela generosidade da irmã; a segunda por ver que a igreja está aprendendo o que eu tenho me esforçado para transmitir; e a terceira pela lição que eu mesmo aprendi com aquele fato. 

Realmente, não devemos nos descuidar. Deus vê a motivação de cada um. Até mesmo uma ação social pode demonstrar interesses divergentes dos ensinos de Jesus. A reunião para distribuir cobertores, alimentos etc. sem dúvida alguma ajuda os que recebem e os que promovem as doações. Isso é inquestionavelmente bom! Mas, nem tudo o que é bom segundo os nossos padrões atende ao padrão de Deus. 

Sim, o Senhor se agrada da generosidade, do desapego material e do auxílio fraternal. Entretanto, recomenda-nos a discrição para que não sejamos levados a fazer algo por algum interesse que vá além do simples desejo de suprir a necessidade dos outros. 

Estejamos satisfeitos em ser vistos por Deus: 

Que outros façam elogios a você, não a sua própria boca; outras pessoas, não os seus próprios lábios. (Provérbios 27:2) 

Em 11 de setembro de 2016. 

Pastor Sólon Pereira.

F­­AÇA PARTE DESTE PROJETO!

Se você se identifica conosco e gostaria de fazer parte deste projeto, contate-nos: 

 celeiros.df@gmail.com

ou pelo facebook nos seguintes endereços: 

 https://www.facebook.com/groups/celeiros/     -    https://www.facebook.com/groups/celeiros/.