Igreja cristã Celeiros

Igrejas protestantes perderam mais de 390 mil membros em 2017, na Alemanha

A Igreja Protestante na Alemanha sofreu uma queda de 1,8% de membros apenas no ano passado.

As igrejas protestantes e católicas da Alemanha perderam juntas mais de 660 mil membros em 2017, de acordo com as estatísticas publicadas pela Igreja Protestante na Alemanha (EKD, na sigla alemã) e pela Conferência Episcopal da Alemanha.

A EKD perdeu mais de 390 mil membros em 2017, restando 21,5 milhões de fiéis, o que representa uma queda de 1,8%. Dez anos antes, no final de 2007, a igreja protestante ainda tinha 3,3 milhões de membros a mais do que no ano anterior, ou seja, 24,8 milhões.

Enquanto isso, os católicos perderam cerca de 268 mil membros em 2017, uma queda de 1,1% em relação a 2016. Com 23,3 milhões de membros, eles continuam sendo a maior denominação da Alemanha.

No total, 54,4% dos 82,5 milhões de habitantes da Alemanha são membros das duas maiores igrejas do país, com uma queda significativa de 62% comparado a 2005.

Leia mais

Governo de Ruanda já fechou mais de 8 mil igrejas somente em 2018

Desde o início do ano, o governo de Ruanda tem aplicado requisitos sobre a parte estrutural das igrejas.

As igrejas que não estão cumprindo os requisitos estabelecidos no início do ano pelo Conselho de Governança de Ruanda estão sendo fechadas. De acordo com a agência de notícias africana KT Press, pelo menos 8 mil congregações tiveram suas portas lacradas.

Dentre os novos requisitos, estão exigências relacionadas a parte estrutural dos prédios das igrejas, que devem se adaptar para continuarem funcionando. Segundo analistas ruandeses, as diretrizes fazem parte de um esforço do governo para secularizar Ruanda.

“Percebemos que todas as igrejas estão sofrendo o mesmo destino. Até mesmo as igrejas consideradas luxuosas para os padrões locais tiveram que fechar”, disse um analista ao World Watch Monitor, que preferiu permanecer anônimo.

Novos requisitos

Além dos requisitos incluídos inicialmente na diretiva do governo, outros itens foram adicionados, como:

Leia mais

Profecias do Antigo Testamento estão se cumprindo hoje em Israel, segundo rabino

O rabino Tuly Weisz listou quais são as profecias do Velho Testamento que estão se cumprindo nos dias atuais.

O reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pelos Estados Unidos e a transferência de sua embaixada não foi o único acontecimento moderno previsto pelas profecias bíblicas.

De acordo com o rabino Tuly Weisz, dentro dos 70 anos do Estado moderno de Israel, esta não foi a primeira vez dentro que a nação viu o cumprimento de profecias. “Muitos dos milagres que estamos testemunhando hoje em Israel foram prometidos na Bíblia há muito tempo”, disse ele ao site The Christian Post.

Agrupamento dos judeus exilados

Em julho de 2018, pela primeira vez, Israel ultrapassou a América e se tornou o maior centro populacional judeu do mundo.

Segundo o rabino, este acontecimento cumpre as palavras de Ezequiel 34:13: “Eu as farei sair das outras nações e as reunirei, trazendo-as dos outros povos para a sua própria terra. E as apascentarei nos montes de Israel, nos vales e em todos os povoados do país”.

Leia mais

Israel se declara um Estado exclusivamente judeu

A decisão foi tomada após a aprovação de um projeto de lei em uma votação no parlamento israelense.

Nesta quinta-feira (19), o parlamento israelense aprovou um projeto de lei que define o país como um Estado-nação judeu, o que poderá ajudar a impulsionar o caráter judaico de Israel e até mesmo servir como uma resposta às recentes resoluções aprovadas contra a nação na ONU, que buscam cortar relações dos judeus com locais considerados sagrados em Jerusalém, como o Monte do Templo e o Muro das Lamentações.

A notícia foi celebrada pelo site Breaking Israel News com a citação da passagem bíblica de Gênesis 17:8, que diz: "Toda a terra de Canaã, onde agora você é estrangeiro, darei como propriedade perpétua a você e a seus descendentes; e serei o Deus deles".

Essa legislação vem logo após os Estados Unidos transferirem sua embaixada para Jerusalém, reconhecendo-a como capital da nação, que foram seguidos de perto pela Guatemala. Além disso, outros países que consideram a possibilidade de fazerem o mesmo com suas embaixadas incluem a Eslováquia, a Rússia e o Brasil. Talvez isso mostre, com a maioria dos judeus do mundo atualmente vivendo em Israel e agora um governo consagrando o caráter judaico do país, que esta nação vive dias muito importantes para a sua própria história.

Leia mais

Pesquisadores encontram mosaico que retrata espias enviados por Moisés, em IsraelTítulo da postagem

O mosaico mostra os dois espias enviados por Moisés para explorar Canaã.

Pesquisadores encontraram mosaicos em Israel, um deles parece retratar os dois espias enviados por Moisés para explorar Canaã. O mosaico retrata dois homens carregando uma vara com um cacho de uvas. Em hebraico está inscrito: "Um pólo entre os dois".

A Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill anunciou esta semana a descoberta dos mosaicos, na Galiléia. O mosaico dos espias de Moisés parece referir-se ao livro de Números, onde os homens foram enviados para a terra de Canaã após o êxodo do Egito.

De acordo com Números 13:23, os homens “cortaram um ramo com um único cacho de uvas” e voltaram para Moisés. “Entramos na terra para a qual você nos enviou e, na verdade, ela está fluindo com leite e mel”, diz Números 13:27.

Anteriormente, autoridades israelenses e pesquisadores descobriram outros mosaicos, incluindo os que mostram Sansão carregando o portão de Gaza, a Arca de Noé, Jonas sendo engolido por um peixe, a divisão do Mar Vermelho e a construção da Torre de Babel.

"As descobertas indicam que os aldeões floresceram sob o domínio cristão do início do quinto século, contradizendo uma visão generalizada de que o assentamento judaico na região declinou durante esse período", disse a UNC-Chapel Hill em um comunicado.

Leia mais

Arqueólogos encontram moedas do rei Herodes e Pôncio Pilatos, em IsraelTítulo da postagem

A equipe escavou no local onde Josué distribuiu a Terra Prometida para as 12 tribos de Israel.

Um grupo de arqueólogos encontrou moedas que correspondem ao período do rei Herodes e Pôncio Pilatos. Eles reforçam que a Bíblia não é uma mitologia, mas o registro da fatos que realmente aconteceram. "Estamos lidando com pessoas reais, lugares reais, eventos reais", disse o Dr. Scott Stripling que dirigiu as escavações em Shiloh.

Dirigindo pela rota conhecida como o Caminho dos Patriarcas em Samaria, o coração bíblico de Israel, eles chegaram à antiga Shiloh. A Bíblia diz que este é o lugar onde Josué distribuiu a Terra Prometida para as 12 tribos de Israel. É também onde o Tabernáculo do Senhor permaneceu por mais de 300 anos.

Junto com dezenas de voluntários, Dr. Scott Stripling e sua equipe entraram na história da Bíblia. Uma equipe de reportagem da CBN News acompanhou o grupo e registrou imagens. "Esta é a primeira capital do antigo Israel e é um local sagrado porque o Mishkan (Tabernáculo) estava aqui, local onde as pessoas vieram se conectar com Deus", ressaltou Scott.

"Isto não é mitologia. As moedas que escavamos hoje são relatadas na Bíblia, que fala sobre essas pessoas. Estamos falando de moedas do rei Herodes, Pôncio Pilatos, Thestos, Félix, Agripa Primeiro, Agripa Segundo", ressaltou.

Leia mais

Nova aparição da Lua de Sangue reacende debate sobre fim dos temposTítulo da postagem

O fenômeno é apontado por diversos estudiosos da Bíblia como um dos sinais do fim dos tempos.

Segundo os astrônomos, ao final de julho será possível ver dois corpos no céu, que aparecerão como vermelhos — o planeta Marte e a Lua. O fenômeno conhecido como "Lua de Sangue" já aconteceu meses atrás e tem sido apontado por muitos estudiosos da Bíblia e de escatologia como um dos sinais do fim dos tempos.

Na noite de 27 de julho, Marte poderá ser visto mais brilhante no céu do que em sua última aparição mais chamativa, em 2003, segundo o site Space.com. Marte estará a 35,98 milhões de milhas da terra e 10 vezes mais brilhante do que o habitual.

No mesmo dia, a Lua também poderá ser vista da Terra com uma cor avermelhada, mas apenas por algumas horas. Segundo os astrônomos, este será o mais longo eclipse lunar total do século, com duração de 1 hora e 43 minutos.

O eclipse será visto com mais facilidade na África, no Oriente Médio, no sul da Ásia e no Oceano Índico. A Lua permanecerá na sombra da Terra por quase 4 horas no total.

Leia mais

“A igreja brasileira não têm o hábito de orar muito”, observa pastor da Coreia do Sul

O pastor coreano Seok-Jeon Yoon observou alguns hábitos da igreja brasileira em sua visita ao Brasil.

Muitos costumes da igreja brasileira foram observados pelo pastor coreano Seok-Jeon Yoon, que ficou impressionado com a falta de reverência de muitos cristãos no momento dos cultos. O vídeo de sua pregação na Igreja Batista do Bacacheri em Curitiba (PR) voltou a ser comentado nas redes sociais esta semana.

Seok-Jeon Yoon é pastor presidente da Yonsei Central Baptist Church, em Seul, com mais de 200 mil membros e mais de 10 mil células. Em sua visita no Brasil, em 2013, ele conta que se assustou com o comportamento dos evangélicos nas igrejas. “Me assustei muito, porque se os irmãos quiserem andar, eles andam. Se quiserem ir embora, eles vão embora no meio do culto”, observa.

“Eu estive na parte mais pobre da Índia. Eles gastam mais ou menos 5 horas no culto, mas ninguém se move. No Brasil, se passam 30 minutos de culto e as pessoas já começam a se mover. É impressionante. Eu acho que as pessoas não percebem que Deus está recebendo o nosso culto”.

O pastor também observou que a maioria das pessoas não são fiéis aos horários marcados. “Todos vem a hora que quiser. O que eu percebo no meio de tudo isso: será que o Deus dos brasileiros é diferente do Deus dos coreanos?”, questiona. “Ignorar a presença de Deus é um pecado muito grande, mas nós não temos a consciência do pecado porque não consideramos esse Deus”.

Leia mais

Manuscrito mais antigo do Evangelho de Marcos é descoberto 

O antigo fragmento do Evangelho de Marcos é datado do final do segundo século ao início do terceiro século d.C.

Um antigo fragmento do Evangelho de Marcos, datado do final do segundo século ao início do terceiro século d.C., se tornou oficialmente o registro mais antigo de Marcos já encontrado.

A Sociedade de Exploração do Egito, organização responsável por escavar nas áreas do Egito e do Sudão, fez o anúncio sobre o fragmento conhecido como “P. Oxy LXXXIII 5345” em seu site na última quinta-feira (24).

“Depois de uma comparação rigorosa com outros textos objetivamente datados, a caligrafia deste papiro é atribuída ao final do segundo século ao início do terceiro século d.C.”, disse a sociedade.

A sociedade acrescentou que “os dois lados do papiro preservam cada um dos vestígios de uma passagem” de Marcos. O fragmento foi encontrado por volta de 1903 junto com muitos outros documentos antigos, de acordo com a organização.

Leia mais

Movimento feminista está fortalecendo a bruxaria, diz pesquisador

Joe Carter afirma que muitas mulheres estão sendo influenciadas pela política feminista para participarem da Wicca.

Um número crescente de mulheres jovens, impulsionadas pela política feminista, estão sendo atraídas para uma nova onda de feitiçaria, de acordo com um relatório da NBC News. Para esclarecer o assunto, o autor e pesquisador Joe Carter alertou os cristãos sobre a prática satânica, que pode estar disfarçada de costumes aparentemente inofensivos.

Joe começa explicando que a feitiçaria refere-se à cosmovisão, “religião e práticas associadas ao uso de rituais que são acreditados para aproveitar e focar energias cósmicas ou psíquicas para trazer alguma mudança desejada”. Ele ainda diz: “A feitiçaria moderna é o maior e mais comum subconjunto do neopaganismo, um grupo diverso de movimentos religiosos que afirmam ser derivados de religiões pagãs históricas”.

“Dentro do movimento de avivamento de bruxaria, o maior subconjunto é a Wicca. O American Religious Identification Survey de 2008 estimou que nos Estados Unidos havia cerca de 600 mil neopagãos, com cerca de metade se identificando como wiccanos. Algumas estimativas concluem que em 2017 havia mais de 3 milhões de praticantes wiccanianos , ressalta o pesquisador.

Leia mais

Missionários lutam contra teologia da prosperidade para tratar crise de HIV na África

Jon Fielder abandonou uma carreira promissora nos EUA para servir como médico missionário na África.

Jon Fielder poderia ter tido um emprego em qualquer lugar. Ele se formou com honras na Baylor College of Medicine e fez residência medicina na Universidade Johns Hopkins, onde foi nomeado o melhor estagiário de sua turma. Fielder estaria "no topo de sua profissão nos Estados Unidos", disse Mark Gerson, seu colega de faculdade.

Mark estava fazendo exatamente isso. Ele é co-fundador de uma comunidade de aprendizagem de negócios entre profissionais de alto nível. Mas em vez de aceitar ofertas de emprego de hospitais e universidades, Fielder estava reservando sua passagem de avião para o Quênia. Após a formatura, ele foi servir como missionário onde não havia médicos suficiente, suprimentos ou financiamento.

Ele trabalha de 10 a 12 horas por dia, passa um ano longe de sua noiva e fica de plantão na unidade de terapia intensiva por dois anos seguidos sem uma pausa sequer. Ele trabalhou em uma farmácia que não mantinha inventário e iniciou um programa de combate ao HIV com funcionários que não eram treinados para esse tipo de atendimento.

Leia mais

Japão, 30 mil suicídios por ano: riqueza, tecnologia, mas… vazio na alma

Bispo do país atribui as causas à falta de sentido existencial, conectada à profunda carência de espiritualidade e religiosidade

Uma análise do período compreendido entre 1998 e 2010 apontou que mais de 30 mil pessoas se suicidaram no Japão em cada ano desse intervalo, taxa que, aproximadamente, continua se aplicando até o presente. Cerca de 20% dos suicídios se devem a motivos econômicos e 60% a motivos relacionados com a saúde física e a depressão, conforme recente pesquisa do governo.

O assunto é abordado pelo bispo japonês dom Isao Kikuchi em artigo divulgado pela agência AsiaNews. Ele observa que o drama se tornou mais visível a partir de 1998, “quando diversos bancos japoneses se declararam falidos, a economia do país entrou em recessão e o tradicional ‘sistema de emprego definitivo’ começou a colapsar”.

Durante os 12 anos seguintes, uma média superior a 30 mil pessoas por ano tirou a própria vida num país rico e avançado. O número, alarmante, é cinco vezes maior que o de mortes provocadas anualmente por acidentes nas rodovias.

Leia mais

O grande paradoxo: índice de suicídios é maior nos países considerados “mais felizes” 

Por que EUA, Canadá, Dinamarca, Islândia, Irlanda e Suíça estão entre os países com mais suicídios?

O suicídio é a primeira causa de morte não natural em vários dos países mais desenvolvidos do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, são registradas por ano mais suicídios do que mortes por acidentes de trânsito.

O risco de suicídio no mundo é três vezes maior entre os homens do que entre as mulheres.

No tocante aos mais jovens, o suicídio é a segunda causa principal de morte no grupo de 15 a 29 anos de idade, segundo os dados do estudo “Prevenção do suicídio: um imperativo global”, divulgado em 2014 pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Como cruciais para a prevenção, os especialistas ressaltam as redes familiares fortes e a capacidade de assimilar a frustração.

Mais suicídios nos países ditos “mais felizes”

Uma das questões que mais chamam a atenção em se tratando de suicídio é o paradoxo de que as maiores taxas de suicídio são registradas nos países considerados “mais felizes”.

Leia mais

Senadora Gleisi Hoffmann pede ajuda ao mundo árabe para libertar Lula da prisão 

Em um vídeo legendado para a TV Al Jazeera, a senadora petista exalta o apoio de Lula à Palestina e outros países árabes.

Na última terça-feira, a senadora Gleisi Hoffmann (PT - PR) publicou em sua página do Facebook, um vídeo ela afirma ter ido ao ar pela Al Jazeera, pedindo ajuda ao mundo árabe para libertar Lula da prisão.

Segundo a senadora petista, Lula atualmente é um “preso político” e durante o vídeo, ela exalta os feitos do ex-presidente em favor do mundo árabe.

"Lula é um grande amigo do mundo árabe. Ao longo da história, o Brasil recebeu milhões de árabes e palestinos. Mas Lula foi o único presidente que visitou o Oriente Médio”, destacou Gleisi, completando com a afirmação de que o ex-presidente “sempre defendeu a existência do Estado Palestino".

Gleisi também acusou a rede Globo de armar um complô contra Lula. A questão é que esta acusação causa estranheza, justamente pelo fato da emissora ter sido beneficiada com a ajuda do PT para pagar uma dívida bilionária em 2002 (primeiro mandato de Lula).

Leia mais

Cientista política critica evangélicas que são a favor do aborto: “É incompatível” 

Viviane Petinelli diz que o homem não tem o direito de tirar a vida, somente Deus.

A cientista política Viviane Petinelli disse que é incoerente uma mulher cristã apoiar uma causa como o aborto. Ela explica que a cosmovisão bíblica não se encaixa com as ideias progressistas que sustentam a prática de matar bebês ainda no ventre da mãe. Em entrevista ao programa Bate-Papo, ela explicou sua opinião.

“De Gênesis a Apocalipse, só há um, um único Deus que cria e tira a vida. O homem não é capaz de gerar a vida sozinho, não é capaz de montar o ser humano sozinho. O homem também não lhe foi dado o direito de tirar a vida. Não cabe ao ser humano tirar a vida de ninguém. Isso é um atributo de Deus”, explicou.

“Se nós olharmos os Dez Mandamentos, temos lá que um deles é ‘não matarás’. Independente da hipótese ou da situação, não nos cabe tirar uma vida. Esse grupo chamado ‘Mulheres pela legalização do aborto’ ou ‘Evangélicas pela legalização do aborto’ é de uma igreja no Rio de Janeiro. Na página dessa igreja eles explicam que adotam a interpretação da Bíblia que é progressista”, alerta a especialista.

Leia mais

China proíbe venda de Bíblias em livrarias online

A China impediu que a Bíblia Sagrada fosse vendida nas livrarias online e nas grandes lojas de livros do país.

Depois de anunciar oficialmente seu apoio à liberdade religiosa, a China impediu que a Bíblia Sagrada fosse vendida nas livrarias online e nas grandes lojas de livros do país.

Na segunda-feira (2), a China divulgou seu primeiro livro branco sobre liberdade religiosa em mais de duas décadas. No documento oficial, o governo prometeu proteger a liberdade religiosa, mas também pediu que as religiões se adaptassem ao socialismo.

Na prática, a liberdade religiosa ocorre de maneira diferente. As principais plataformas de e-commerce chinesas como Alibaba’s Taobao, JD.com e Amazon não vendem mais Bíblias. O mesmo acontece nas maiores livrarias de Pequim, de acordo com funcionários.

A remoção da Bíblia nas livrarias acontece em meio a tensões entre China e Roma, por causa de um acordo que daria ao Vaticano mais controle sobre a nomeação de bispos chineses.

Leia mais

Trump reconhece Jerusalém como capital de Israel e ordena transferência de embaixada americana

Decisão é considerada polêmica, uma vez que os palestinos querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado. Israel considera Jerusalém sua capital eterna e indivisível.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (6) que reconhece Jerusalém como capital de Israel e que pediu ao Departamento de Estado que inicie o processo de transferir para lá a embaixada americana atualmente instalada em Tel Aviv.

O anúncio foi feito um dia após diversos apelos da comunidade internacional para que a decisão não fosse tomada. O reconhecimento da cidade como capital é considerado polêmico, uma vez que os palestinos querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado, e a comunidade internacional não reconhece a reivindicação israelense sobre a cidade como um todo. Entenda.

"Meu anúncio marca o começo de uma nova abordagem no conflito entre Israel e palestinos", anunciou Trump no início de seu discurso feito na Casa Branca.

"Hoje finalmente reconhecemos o óbvio: que Jerusalém é a capital de Israel", disse Trump. "Isso é nada mais nada menos do que o reconhecimento da realidade. Também é a coisa certa a fazer. É algo que tem que ser feito".

Leia mais

Maioria dos jovens da Europa não seguem nenhuma religião, segundo pesquisa

Jovens europeus entre 16 e 29 anos, em sua maioria, não se identificam com nenhuma religião.

A maioria dos jovens europeus entre 16 e 29 anos de idade não se identificam com nenhuma religião, de acordo com uma pesquisa publicada nesta quarta-feira (21) pelo Centro Bento XVI para a Religião e Sociedade.

O número mais elevado de jovens afastados das religiões está em países como República Checa (91%), Estônia (80%) e Suécia (75%). Os países europeus com menos jovens afastados da religião são Polônia (27%), Lituânia (25%) e Áustria (37%).

O estudo também inclui Israel, que apresenta resultados singulares: apenas 1% dos jovens israelenses dizem não se identificar com uma religião.

Desenvolvido em parceria com a Universidade de St. Mary, no Reino Unido, e o Institut Catholique de Paris, na França, o levantamento recorreu aos dados do estudo European Social Survey, nas edições de 2014 e 2016, para analisar o comportamento dos jovens de 22 países europeus face à dimensão religiosa.

Leia mais

Líder ateu lamenta declínio do cristianismo na Europa: “É uma religião benigna” 

Richard Dawkins alertou os ateus a não celebrarem o declínio do cristianismo na Europa, evidenciado por uma pesquisa.

Diante dos índices que mostram o declínio do cristianismo na Europa, o biólogo evolucionista Richard Dawkins advertiu os ateus a não comemorarem a notícia.

“Antes de nos alegrarmos com a agonia da religião cristã, que é relativamente benigna, não devemos esquecer os versos ameaçadores de Hilaire Belloc: ‘Se mantenha sempre a espera da enfermeira, por medo de encontrar algo pior’”, disse ele na última quarta-feira (21) no Twitter.

Sua afirmação foi uma análise de uma recente pesquisa publicada pelo Centro Bento XVI para a Religião e Sociedade, que mostra que a maioria dos jovens europeus entre 16 e 29 anos não se identificam com nenhuma religião.

Leia mais

“Sem a parceria da minha esposa, meu ministério seria impossível”, diz Billy Graham 

Enquanto o mundo comemora o "Valentine's Day", o evangelista Billy Graham lembra princípios preciosos sobre o casamento.

Nesta quarta-feira (14) o mundo comemora o "Valentine's Day", data que celebra o que é conhecido no Brasil como Dia dos Namorados. Depois de passar 63 anos ao lado de sua esposa, o evangelista Billy Graham aprendeu princípios preciosos sobre o casamento que foram relembrados nesta data.

“Sem a parceria e incentivo de Ruth ao longo dos anos, meu próprio trabalho teria sido impossível", declarou Billy Graham sobre a esposa, que faleceu em junho de 2007. “Nós fomos chamados por Deus como uma equipe”.

Billy Graham e Ruth McCue Bell se casaram em 13 de agosto de 1943. Ela acompanhava o evangelista sempre que podia em muitas ocasiões — desde eventos com líderes importantes até trabalhos de apoio a vítimas de desastres naturais — mas na maioria das vezes tinha que ficar em casa para cuidar da família.

“Eu não posso acompanhar o homem. De fato, me levar para uma Cruzada Evangelística é como um general levar sua esposa para lutar com ele. Nossos momentos mais felizes juntos são em casa ou nas férias”, disse Ruth Graham há alguns anos.

Leia mais
Carregar mais