Igreja cristã Celeiros
Voltar para a lista

Arqueólogos encontram nova caverna ligada aos Pergaminhos do Mar Morto, em Israel

Os Pergaminhos do Mar Morto são os manuscritos bíblicos mais antigos do mundo, que foram preservados por milhares de anos no deserto e descobertos em 1947.

Em uma das descobertas arqueológicas mais emocionantes da atualidade, e o mais importante nos últimos 60 anos na área do Mar Morto, arqueólogos israelenses encontraram mais evidências em torno dos famosos Pergaminhos do Mar Morto.

Escavações em uma caverna nas falésias a oeste de Qumran, perto da costa noroeste do Mar Morto, descobriram que os chamados Pergaminhos do Mar Morto do Segundo Templo estavam escondidos na caverna, mas foram saqueados pelos beduínos em meados do século passado.

Com a descoberta desta nova caverna, os estudiosos agora sugerem que ela deve ser numerada como a 12 ª encontrada com os pergaminhos raros e antigos.

Os Pergaminhos do Mar Morto são os manuscritos bíblicos mais antigos do mundo, que foram preservados por milhares de anos no clima árido do deserto e descobertos em 1947. A coleção é considerada a preciosidade das antiguidades israelenses.


Os pergaminhos, principalmente escritos hebraicos do período do Segundo Templo, foram descobertos nas Cavernas de Qumran. Acredita-se que tenham sido escritos por membros de uma seita judaica conhecida como os essênios. Os pergaminhos estão atualmente guardados no Museu de Israel em Jerusalém.

A descoberta surpreendente, que representa um marco na pesquisa do Mar Morto, foi feita pelo Dr. Oren Gutfeld e Ahiad Ovadia do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém, com a ajuda do Dr. Randall Price e estudantes da Liberty University, na Virgínia.

A escavação é uma parte da nova "Operação Scroll" lançada pela Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) para realizar levantamentos sistemáticos e escavar as cavernas no deserto da Judéia.

História recente e antiga

A escavação revela que havia alguns dos manuscritos do Mar Morto. Numerosos frascos de armazenamento e tampas do período do Segundo Templo foram encontrados escondidos em nichos ao longo das paredes da caverna e profundamente dentro de um longo túnel em sua retaguarda.

Os frascos estavam todos quebrados e seu conteúdo removido. A descoberta de algumas picaretas de ferro dos anos 50, armazenadas dentro do túnel para uso posterior, prova que a caverna foi saqueada.

Até agora, acreditava-se que apenas 11 cavernas tinham rolos. Com a descoberta desta última caverna, os estudiosos sugeriram agora que seria numerada como a Caverna 12.

Como a Caverna 8, em que jarros de rolagem, mas não rolos foram encontrados, esta caverna receberá a designação Q12. O Q, para Qumran, está na frente do número para indicar que nenhum pergaminho foi encontrado no local.

Em 10 de fevereiro de 2017

Fonte: guiame

Заголовок

Вы можете выбрать стиль текста, его начертание и цвет

Igreja Cristã Celeiros@todos os direitos reservados 

Igreja Cristã Celeiros@todos os direitos reservados