Igreja cristã Celeiros
Voltar para a lista

Igreja dos EUA é vendida para ser transformada em mesquita 

A histórica Igreja Congregacional Unida está vendendo o seu edifício de estilo georgiano-renascentista de 1920 ao Centro Comunitário Islâmico de Bridgeport (EUA) por 1 milhão de dólares.

Uma congregação cristã histórica de Connecticut (EUA), vendeu o seu templo a um grupo muçulmano que pretende transformar o edifício em uma mesquita.

De acordo com o 'Wall Street Journal' ('WSJ'), a histórica Igreja Congregacional Unida está vendendo o seu edifício de estilo georgiano-renascentista dos anos 1920 ao Centro Comunitário Islâmico de Bridgeport por 1 milhão de dólares.

A igreja remonta à Era Colonial, quando foi fundada em 1695 como a Sociedade Eclesiástica de Stratfield. Em 1916, a congregação fundiu-se com outra denominação e tornou-se oficialmente a Igreja Congregacional Unida. Embora a congregação tenha totalizado mais de 3.000 membros quando o prédio principal da igreja foi construído, o 'WSJ' relatou que o total da congregação diminuiu para apenas 300 fiéis.


Embora a congregação tenha vendido o edifício da igreja, ela ainda permanecerá na comunidade. A Igreja Congregacional Unida planeja alugar temporariamente o espaço de outro edifício na cidade até que possa encontrar outro imóvel definitivo para comprar. As denominações (cristã e islâmica) também formarão uma parceria para administrar um projeto de distribuição de sopas e um abrigo para sem-teto que será localizado no centro islâmico.

"Isso é muito mais que simplesmente a venda de um prédio. Trata-se de cicatrizar feridas, construir a paz, fazer amigos", disse a a pastora Sara Smith em uma coletiva de imprensa na segunda-feira. "Trata-se de testemunhar ao mundo que os filhos de Abraão e todos os outros incluídos podem trabalhar juntos, podem viver juntos, com respeito e dignidade. Não é isso que todas as nossas crenças pregam?".

Ahmed Ebrahim, que chefia o Centro Comunitário Islâmico de Bridgeport, disse ao 'Wall Street Journal' que os dois fatores que levaram a organização a comprar o edifício histórico da igreja foram que o imóvel já está registrado e preparado para uso religioso e tem o espaço necessário para as mil famílias muçulmanas da área de Bridgeport que esperam se reunir na nova mesquita.

"É um ajuste perfeito para nossas necessidades", explicou Ebrahim, acrescentando que a congregação cristã que está vendendo o imóvel ajudará a preparar o prédio, removendo a cruz do altar.

"É triste", disse Ellen Carter, que integra a membresia da Igreja Congregacional Unida. "Por outro lado, é necessário, e estamos felizes por sermos novamente usados como uma casa de adoração".

Casos semelhantes

Este não é o primeiro caso de uma comunidade cristã que acaba se transformando em mesquita nos EUA. A conversão de antigas igrejas em mesquitas ou centros de culto islâmicos está acontecendo em outras áreas dos Estados Unidos também.

Em Bristol Township, Pensilvânia, onde a igreja 'Immaculate Conception B.V.M.' foi vendida à Sociedade Americana Islâmica Unida do Brooklyn, por quase 1,8 milhão de dólares em outubro.

"Os novos proprietários do antigo campus da Imaculada Conceição são vizinhos da comunidade, que estão presentes desde 1991", disse o porta-voz da Arquidiocese da Filadélfia, Ken Gavin, ao site LevittownNow.com. "Eles são amplamente conhecidos como pessoas de fé, família, oração e educação na vida moral para seus filhos e as famílias de Bristol Township".

Um porta-voz da mesquita Mevlana Camii disse ao Bucks County Courier-Times que o ministério muçulmano estava procurando uma nova casa com mais espaço porque o tamanho de sua congregação cresceu para mais de 75 famílias.

Juntamente com as reformas, o porta-voz acrescentou que a mesquita ainda precisa adquirir as licenças de ocupação apropriadas e estabelecer-se como uma organização sem fins lucrativos, isenta de impostos.

Europa

Em toda a Europa, numerosas igrejas históricas também foram transformadas em mesquitas.

O conselho de política internacional sem fins lucrativos 'Gatestone Institute' afirma que a "proliferação de mesquitas abrigadas em antigas igrejas reflete a ascensão do islamismo como a religião de crescimento mais rápido na Europa pós-cristã".

No ano passado, um importante líder muçulmano da França disse que as numerosas igrejas abandonadas no país europeu precisam ser utilizadas como mesquitas para acomodar a população do país de 5 milhões de muçulmanos.

Dalil Boubakeur, presidente do Conselho Francês da Fé Muçulmana e reitor da Grande Mesquita de Paris, disse que existem apenas 2.500 templos muçulmanos na França. Ele enfatizou que pelo menos 5.000 são necessários para "satisfazer a demanda".

"É uma questão delicada, mas por que não?", disse Boubakeur.

Em 8 de dezembro de 2016

Fonte: guiame

Заголовок

Вы можете выбрать стиль текста, его начертание и цвет

Igreja Cristã Celeiros@todos os direitos reservados 

Igreja Cristã Celeiros@todos os direitos reservados