Igreja cristã Celeiros
Voltar para a lista

Igreja liderada por pastora ateia substitui orações por mantras 

Uma congregação da Igreja Unida do Canadá vem sendo liderada por uma pastora que perdeu a fé, mas continuou no cargo, apoiada pelos membros. Mesmo após declarar-se ateia, Gretta Vosper sobe ao púlpito da Igreja Unida de West Hill, em Toronto, para falar sobre a condição humana. Nesses cultos, a Bíblia raramente é lida e os momentos de oração foram substituídos por mantras de pensamento positivo. 

 Andrea DiPede, porta-voz da West Hill, disse ao The Christian Post que as reuniões em sua igreja “afastaram-se da linguagem que faz referência a Deus, a fim de criar um ambiente sem barreiras à participação de todos”. Ela explica ainda que a pastora chegou na igreja em 1997, mas desde o ano 2000, a igreja começou a passar por mudanças profundas. Desde que a pastora admitiu não crer mais na Bíblia, em 2001, outros membros fizeram o mesmo. 


 As músicas cantadas no culto pararam de falar sobre Deus e a igreja passou a ser, basicamente, um local de reflexão. “Os encontros são temáticos, tratando de amor, justiça, cuidado, compaixão e responsabilidade, e como podemos estar num relacionamento correto com nós mesmos, com os outros e com o mundo”, resume DiPede. 

 Além de exibir vídeos motivacionais, a pastora lê poemas e textos que falam sobre “as muitas interpretações diferentes de ‘Deus’”. A Bíblia raramente é lida, sendo tradada como um livro histórico e poético, mas não inspirado divinamente. As orações foram substituídas por uma espécie de mantra motivacional, que reafirma a crença no ser humano, sem qualquer menção a Deus ou ao céu. Por causa disso, muitos dos membros mais antigos saíram da igreja. Se em 2000 a West Hill tinha 324 membros, atualmente conta com 147. 

 Curiosamente, atraiu novas pessoas nesse período, que se identificam com a visão da pastora. No mês passado, por exemplo, foram arrolados “18 novos membros”, disse DiPede. 

 Ordenada pastora em 1993, desde 2013 Gretta Vosper passou a dizer abertamente que era ateia. A liderança da Igreja Unida do Canadá iniciou uma investigação sobre a eficácia desse ministério. Este ano ela foi analisada por uma comissão e considerada “inadequada” para ocupar o posto, mas os membros da igreja não querem que ela abandone o cargo. 

 Mais pastores ateus 

 O conflito de interesses entre a liderança da denominação e a pastora, que deseja continuar liderando a igreja, chamou atenção da mídia no ano passado. Refletindo sobre sua jornada da fé para a descrença, Vosper lançou o livro “With or Without God: Why the Way We Live Is More Important Than What We Believe” [Com ou sem Deus, por que a maneira como vivemos é mais importante do que aquilo que acreditamos]. 

 O mais chocante desse imbróglio teológico foi quando a pastora ateísta declarou publicamente acreditar que metade dos pastores da Igreja Unida do Canadá não acreditavam no Deus da Bíblia. Na tentativa de mostrar que isso não era verdade, o pastor Richard Bott, um dos líderes da denominação, criou uma pesquisa online sobre as crenças dos pastores e líderes denominacionais. 

 Embora nem todos tenham respondido, o resultado final mostra que 20% dos pastores afirmaram não crer no Deus descrito na Bíblia. Vinte e nove por cento acredita em Deus, mas não o vê como “sobrenatural”. Pouco mais de 2% disseram ver Deus como uma “força” e 15,6% percebem a Deus como uma “metáfora”. 

 Agora a denominação estuda como irá lidar com a ‘descoberta’ de que existem mais pastores ateus que se podia imaginar. 

 Em 7 de outubro de 2016 

 Fonte: Notícias cristãs 

Заголовок

Вы можете выбрать стиль текста, его начертание и цвет

Igreja Cristã Celeiros@todos os direitos reservados 

Igreja Cristã Celeiros@todos os direitos reservados