Igreja cristã Celeiros
Voltar para a lista

Igreja cristã na Turquia é alvo de ataque de ódio: “Vocês estão acabados”

Com pichações ameaçadoras, cristãos veem aumentar número de discurso de ódio contra sua comunidade.

Um grupo de cristãos pediu à Turquia que tome medidas imediatas para combater os crimes de ódio contra aqueles que praticam a fé. A reclamação foi feita depois que vândalos desfiguraram uma igreja com pichações ameaçadoras em Istambul.

As mensagens foram pichadas com palavras de ameaças escritas em uma em inglês e árabe avisando: “Vocês estão acabados”. Câmeras de segurança registraram os vândalos pulverizando “discurso racista e de ódio” nas paredes e na porta da Igreja Armênia, segundo relatórios da International Christian Concern (ICC).

O incidente provocou condenação generalizada de toda a comunidade armênia da Turquia, que, segundo o órgão de fiscalização, é frequentemente assediada e alvo de crimes de ódio.

Um relatório recente de uma associação protestante sugeriu que os cristãos que viviam na Turquia estavam preocupados com o crescente discurso de ódio contra suas comunidades.

Muitas famílias cristãs tiveram que deixar o país devido a campanhas intensificadas em mídias tradicionais e sociais, retratando os cristãos como espiões e sendo alinhados com grupos terroristas.


Claire Evans, gerente regional da ICC para o Oriente Médio, disse: “Felizmente, ninguém ficou ferido durante este incidente. No entanto, a gravidade da situação não pode ser ignorada”.

O representante Moris Levi, fundador da Minority, condenou o ataque, segundo o site de notícias turco Sendika.org. “Esses atos são um claro crime de ódio e nossas comunidades ainda estão sendo submetidas a esses ataques”, disse Levi.

Armênios

Cristãos armênios sofreram assédio e violência por muito tempo na Turquia, o que levou a maioria a fugir. O aumento geral do discurso de ódio na Turquia dirigido contra os cristãos soa o alarme de que o ambiente é cada vez mais hostil para com os não-muçulmanos.

“A Turquia se propõe a ser uma nação secular, um país que virou uma nova folha. Se isso for verdade, então aqueles que encorajam e cometem esses crimes de ódio contra os cristãos devem ser responsabilizados antes que a situação se agrave para algo pior”, disse Claire Evans.

A organização cristã Portas Abertas diz que os praticantes da fé cristã na Turquia sofrem níveis “muito altos” de perseguição. Diz ainda que o nacionalismo religioso promovido pelo presidente Recep Tayyip Erdogan marginaliza os cristãos.

A Portas Abertas diz que os cristãos no país do Oriente Médio representam apenas 0,2 por cento da população e muitas vezes são obrigados a esconder sua fé.

“Aqueles de minorias étnicas, como ortodoxos gregos, cristãos armênios e siríacos sofrem discriminação no local de trabalho, especialmente quando os empregadores têm ligações com o governo”, diz a Portas Abertas.

Um dos problemas é que a “filiação religiosa é registrada em cartões de identificação, por isso é fácil discriminar os candidatos cristãos”, explica a organização.

Em 27 de fevereiro de 2019

Fonte: guiame